Categories História

Fernando Costa: a visão era o combustível de suas realizações

Fernando de Souza Costa foi um brasileiro adiante de seu tempo.  “Era um estadista, um homem de visão, enxergava muito longe”, dizia o professor José Aparecido Caruso Neto.

Agrônomo e jornalista de formação, tinha ideias arrojadas para o Brasil que ele sempre acreditou e lutou. O país que até hoje não se encontrou. Da para imaginar o esforço hercúleo que teve de empreender em defesa de suas ideias, na tentativa de argumentar e convencer a sociedade tacanha e medíocre da época?

Fernando Costa nasceu em São Paulo no dia 10 de junho de 1886. Era casado com a pirassununguense Anita Costa. Estaria hoje com 130 anos.

Em todos os cargos que exerceu – vereador (1911) e prefeito de Pirassununga (1912/1927), provedor da Santa Casa de Misericórdia, deputado estadual (1918/1927), secretário de estado da Agricultura (1927/1930), ministro da Agricultura (1937), interventor federal do Estado de São Paulo (1941/1945) no Governo do Presidente de Getúlio Vargas, entre outros – Pirassununga sempre esteve em primeiro lugar em seus propósitos.

Fernando Costa foi o homem público que mais fez por Pirassununga ao longo dos seus 193 anos de existência.

FERNANDO COSTA ATUOU EM TODAS AS FRENTES

Muitas foram suas realizações nas mais diferentes esferas, que mudaram os rumos da nossa história. Saga que faz parte do processo de entendimento da política nacional, estadual e local.

Sem desmerecer os prefeitos que por aqui passaram, longe disso, todos, escreveram seus nomes na história de Pirassununga. Cada qual elegendo prioridades, executando seus planos de governo. Todos tiveram reconhecido valor.

Aqui, estamos falando de alguém que erigiu alicerces, que raciocinou, planejou e preparou Pirassununga para ocupar posição de destaque nos cenários regional, estadual e nacional.

Observe os municípios ao nosso entorno e tente estabelecer qualquer comparativo.

Fernando Costa transformou a  corrutela, o acanhado vilarejo de Pirassununga numa urbe, na melhor acepção da palavra, dando os primeiros e determinantes passos  em direção ao desenvolvimento do município.  Colocou Pirassununga no mapa do Brasil.

Em todas as situações, o “idealista realizador”sempre esteve na hora certa e no lugar exato.

ATITUDES FIZERAM A DIFERENÇA

Entre as ações de grande magnitude de Fernando Costa destacamos neste port apenas cinco delas, que são referências para Pirassununga e para o Brasil:

a) Possibilitou a vinda da Escola da Aeronáutica, hoje Academia da Força Aérea;

b) A vinda do 2º Regimento de Cavalaria Divisionário – RCD, que depois abrigaria o 17º RC – Regimento de Cavalaria, seguido pelo 2º RCC – Regimento de Carros de Combate, e hoje pelo 13º RCMec – Regimento de Cavalaria Mecanizado;

c) Criou a Estação Experimental de Biologia e Piscicultura de Pirassununga (1940) – a primeira do país -, em Cachoeira de Emas, que depois sediou o CERLA – Centro Regional Latino-Americano de Aquicultura -, que deu origem ao CEPTA – Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Peixes Continentais, que é o centro especializado do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio;

d) Instalou a EPA – Escola Prática de Agricultura, que deu origem ao IZIP – Instituto de Zootecnia e Indústrias Pecuárias, depois CIZIP – Centro Intraunidade de Zootecnia e Indústrias Pecuárias, hoje sede do maior campus da Universidade de São Paulo, com 2.268.033 hectares, que abriga a Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) e a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ);

e) Instalou e administrou a primeira indústria do município, até hoje em atividade, a Fiação e Tecelagem de Pirassununga, gerando empregos aos pirassununguenses.

Essas e inúmeras outras benfeitorias para Pirassununga devemos ao incansável Fernando Costa, um dos mais extraordinários homens públicos que o país teve ao longo de sua história, pela sua liderança e influência, seriedade, ponderação, honradez, capacidade de trabalho, visão de futuro e patriotismo.

A VISÃO LIDEROU O LÍDER

O que temos de mais expressivo, de relevância nacional e internacional, que diferencia Pirassununga dos demais municípios brasileiros, devemos a luta, ao empenho, a influência e ao trabalho incansável de Fernando Costa.  Só não fez mais, porque “teve que ir embora cedo demais da conta”, muito antes do combinado.   Que pena!

ANTES DE FERNANDO COSTA… E DEPOIS DE FERNANDO COSTA

Pirassununga está dividida em dois tempos distintos: a Pirassununga antes de Fernando Costa (AFC) e a Pirassununga depois de Fernando Costa (DFC).

O que temos de mais expressivo, de relevância nacional e internacional, que diferencia Pirassununga dos demais municípios brasileiros, devemos a luta, ao empenho, a influência e ao trabalho incansável de Fernando Costa.  Só não fez mais, porque “teve que ir embora cedo demais da conta”, muito antes do combinado.   Lamentavelmente.

As novas gerações, infelizmente, não têm a menor ideia sobre quem foi e o que fez Fernando Costa.

Ouviram falar dele em razão das instituições e dos espaços públicos locais que levam o seu nome, entre eles a Escola Técnica de Comércio “Dr. Fernando Costa” – Colégio “Dr. Fernando Costa” -, o Museu Histórico e Pedagógico “Dr. Fernando Costa”, a Sala das Sessões “Fernando Costa” da Câmara Municipal e a praça “Fernando Costa”, em frente ao Clube Pirassununga, onde está instalada a EMAIC Castelinho.

Biografias dessa envergadura, num Brasil tão carente de bons exemplos, deveriam ser obrigatoriamente ensinadas nas escolas.   Estaremos vivos para ver isso acontecer?

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *